A Unidade Móvel de Atendimento de Anadia é um serviço que leva aos locais mais remotos do Concelho de Anadia o livro, a leitura, a saúde e um Espaço Cidadão, procurando favorecer a aproximação dos vários serviços do município aos seus munícipes e promover o envelhecimento activo da população e aumentar a sua qualidade de vida.

Instituição: Biblioteca Municipal de Anadia
Tipologia: Biblioteca Municipal
Concelho: Anadia

Duração: Desde 05 julho 2018

Parceiros: ACES Baixo Vouga

Destinatários: Idosos, desempregados e demais população em circunstâncias vulneráveis.

Resultados: O serviço percorre, duas vezes por mês, 34 lugares do Concelho de Anadia, abrangendo todas as Freguesias, sobretudo as aldeias mais carenciadas e com maiores dificuldades de acesso à informação. Com cerca de 2 meses de vida, este projecto já atendeu cerca de 500 pessoas, tendo angariado cerca de 50 novos utilizadores para a Biblioteca Municipal. De destacar que a maior parte tem mais de 65 anos.

Benefícios: A carrinha percorre os locais identificados como prioritários duas vezes por semana, levando consigo os serviços da Biblioteca, do Município de Anadia e também de Saúde. Os destinatários beneficiam, in loco, dos serviços disponibilizados pelo projecto.

ODS: 1. Erradicar a pobreza, 2. Erradicar a fome, 3. Saúde de qualidade, 5. Igualdade de género, 10. Reduzir as desigualdades, 16. Paz, justiça e instituições eficazes, 17. Parcerias para a implementação dos objetivos.

Metas: ODS 1 – Tornar acessível a informação a todos os cidadãos e cidadãs (Até 2030, garantir que todos os homens e mulheres, particularmente os mais pobres e vulneráveis, tenham direitos iguais no acesso aos recursos económicos, bem como no acesso aos serviços básicos, à propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, herança, recursos naturais, novas tecnologias e serviços financeiros, incluindo microfinanciamento).
ODS 2 – Mapeamento de situações de vulnerabilidade económica (Até 2030 acabar com a fome e garantir o acesso de todas as pessoas, em particular os mais pobres e pessoas em situações vulneráveis, incluindo crianças, a uma alimentação de qualidade, nutritiva e suficiente durante todo o ano).
ODS 3 – Estabelecer a ponte entre os serviços de saúde e a comunidade mais vulnerável (Atingir a cobertura universal de saúde, incluindo a protecção do risco financeiro, o acesso a serviços de saúde essenciais de qualidade e o acesso a medicamentos e vacinas essenciais para todos de forma segura, eficaz, de qualidade e a preços acessíveis.)
ODS 5 – Apoiar a formação e o acesso à informação (Acabar com todas as formas de discriminação contra as mulheres e meninas, em toda a parte; Aumentar o uso de tecnologias de base, em particular as tecnologias de informação e comunicação, para promover o empoderamento das mulheres).
ODS 10 – Promover a equidade no acesso à informação (Até 2030, empoderar e promovera inclusão social, económica e política de todos, independentemente da idade, género, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição económica ou outra).
ODS 16 – Garantir o acesso equitativo à informação (Assegurar o acesso público à informação e proteger as liberdades fundamentais, em conformidade com a legislação nacional e os acordos internacionais).
ODS 17 – Reforçar parcerias (Reforçar a parceria global para o desenvolvimento sustentável, complementada por parcerias multisetoriais que mobilizem e partilhem conhecimento, perícia, tecnologia e recursos financeiros, para apoiar a realização dos objectivos do desenvolvimento sustentável em todos os países, particularmente nos países em desenvolvimento.)

Responsável pela informação: Sónia Almeida
Contacto: biblioteca.m.anadia @ gmail.com

    0 Comments

    No Comment.