Alexandre Herculano: crónica breve de um bibliotecário

Luís Cabral

Resumo


Alexandre Herculano é aqui considerado no período em que trabalhou no Porto (1832 a 1836). Aos 23 anos, é escolhido para bibliotecário da Real Biblioteca Pública do Porto, tendo por base as habilitações, a experiência profissional anterior e ainda o facto de ter servido como Voluntário da Rainha. A ação de Herculano centrou-se nas incorporações, inventariação e catalogação, aplicação da classificação de Brunet e escolha do Convento de Sto. António da Cidade para sede da Biblioteca. Após ter, no seguimento da Revolução de Setembro (1836), pedido a demissão, Herculano vai para Lisboa, onde é nomeado para a Biblioteca da Ajuda.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Parceiro institucional:

EBSCO