O Prémio Raul Proença, atualmente com o valor de 3000,00 €, foi instituído pela BAD em 1998, para publicações inéditas na área da Informação e Documentação. Consequente com os seus fins estatuários e com o seu percurso anterior em defesa da melhoria dos serviços e da qualificação dos profissionais, a BAD entendeu instituir o Prémio Raul Proença “para distinguir trabalhos realizados no âmbito da Biblioteconomia, da Arquivística e da Ciência da Informação, tendo como principais objetivos estimular a investigação e desenvolver o estudo das qualificações, técnicas e práticas profissionais bem como da política, dos programas e recursos nacionais de informação e da sua inserção e interação na sociedade”.

Para designar o prémio, o nome de Raul Proença surgiu natural e pacificamente. Cidadão vertical e vulto da cultura portuguesa, Raul Proença foi um destacado bibliotecário, perfilhando conceções modernas, inovador no seu tempo e cuja atividade mereceu mesmo reconhecimento internacional.

A vida e a obra de Raul Proença como Homem e enquanto bibliotecário servirão certamente de inspiração para muitos e excelentes trabalhos candidatos ao prémio, os quais constituirão uma preciosa ajuda para as bibliotecas e os arquivos portugueses melhor definirem os caminhos que terão de percorrer no século XXI e para os respetivos profissionais se posicionarem como atores de primeiro plano na Sociedade da Informação.

Abertas as candidaturas ao Prémio Raul Proença – edição 2022

Estão abertas as candidaturas ao Prémio Raul Proença, edição de 2022, com o prazo para a submissão dos trabalhos a terminar dia 15 de março. Este prémio foi instituído pela Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Profissionais de Informação e Documentação em 1998 e conta com apoio da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

O Prémio Raul Proença visa distinguir trabalhos realizados no âmbito da Biblioteconomia, da Arquivística e da Ciência da Informação, tendo como principais objetivos estimular a investigação e desenvolver o estudo das qualificações, das técnicas e das práticas profissionais, bem como das políticas, dos programas e dos recursos de informação e respetiva integração na sociedade.

Datas importantes – Prémio Raul Proença 2022:

  • Anúncio da abertura de candidaturas – 30 de dezembro de 2022
  • Período de submissão: 30 de dezembro de 2022 a 15 de março de 2023
  • Avaliação: 16 de março a 15 de abril de 2023
  • Notificação de autores: 17 de abril de 2023
  • Cerimónia de atribuição do prémio: 3 de maio de 2023

O regulamento do Prémio foi revisto pela BAD no ano de 2021 e o apoio aprovado pela DGLAB em 2022, sendo que a sua periodicidade passou a ser bienal. O Prémio é constituído por um diploma e um valor pecuniário de € 3.000 (três mil euros), cujo patrocínio é assegurado pela DGLAB, com a comparticipação da BAD.

Candidatura

A formalização da candidatura é efetuada mediante a submissão de formulário próprio, disponível na plataforma de publicações da BAD e acessível via https://publicacoes.bad.pt/ebooks/index.php/bad/about/submissions.

Prémios Atribuídos

  1. 2014
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2014, ao trabalho “Óculos, coque e Shhh!: Um olhar sobre a auto-imagem e o estereótipo do bibliotecário em Portugal”, da autoria de Sílvia Isabel Pinto Cardoso.
    Ata da Reunião do Júri
  2. 2013
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2013, ao trabalho “O contributo da literacia da informação para a pedagogia universitária: um desafio para as bibliotecas académicas”, da autoria de Tatiana Luena Baptista e Sanches.
    Ata da Reunião do Júri
  3. 2012
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2012, ao trabalho “As bibliotecas itinerantes como veículo de aproximação às comunidades de meio rural. O caso da Biblioteca Andarilha de Beja – extensão móvel da Biblioteca Municipal de Beja”, da autoria de Maria Silvério Morais.
    Ata da Reunião do Júri
  4. 2011
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2011, ao trabalho “O acesso aos registos e arquivos administrativos na era da Internet”, da autoria de Sérgio Manuel Pratas.
    Ata da Reunião do Júri
  5. 2010
    Por deliberação do Júri, o Prémio Raul Proença 2010 não foi atribuído.
    Ata da Reunião do Júri
  6. 2009
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2009, ao trabalho “Políticas, mediadores e utilizadores de informação europeia: abordagem diacrónica e comparativa”, da autoria de Ana Lúcia Silva Terra.
    Ata da Reunião do Júri
  7. 2008
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2008, ao trabalho “Desafios profissionais da Gestão Documental”, da autoria de Júlio Rafael António.
    Ata da Reunião do Júri
  8. 2007
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2007, ao trabalho “O acesso à Documentação Cartográfica: A Situação em Portugal”, da autoria de Maria Joaquina Esteves Feijão.
    Ata da Reunião do Júri
  9. 2006
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2006, ao trabalho “Para o estudo do paradigma patrimonialista e custodial: a Inspecção das Bibliotecas e Arquivos e o contributo de António Ferrão (1887-1965)”, da autoria de Cândida Fernanda Antunes Ribeiro.
    Ata da Reunião do Júri
  10. 2005
    Por deliberação do Júri, o Prémio Raul Proença 2005 não foi atribuído.
  11. 2004
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2004, ao trabalho “Análise comparativa da aplicação do modelo relacional e do formalismo RDF à modelação de dados legislativos”, da autoria de Helena Margarida Mendes Ferrão Simões Patrício.
  12. 2003
    Em 2003, o Prémio não foi atribuído por falta de candidaturas.
  13. 2002
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2002, ao trabalho “Aprender a inovar: guia para o desenvolvimento de competências de informação e documentação”, da autoria de Maria Leonor Borralho Gaspar Pinto e Paula Alexandra Ochôa de Carvalho.
  14. 2001
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 2001, ao trabalho “As bibliotecas no Liberalismo: da livraria conventual à biblioteca pública – alteração de paradigma e mudanças de públicos”, da autoria de Paulo Jorge dos Santos Barata. A obra foi publicada pela Biblioteca Nacional.
  15. 2000
    Por deliberação do Júri, o Prémio Raul Proença 2000 não foi atribuído.
  16. 1999
    Em 1999, o Prémio não foi atribuído por falta de candidaturas.
  17. 1998
    O Prémio Raul Proença foi atribuído, no ano de 1998, ao trabalho “Arquivística: teoria e prática de uma Ciência da Informação”, da autoria de Armando Malheiro da Silva, Fernanda Ribeiro, Júlio Sousa Ramos e Manuel Luís Real. A obra foi publicada pelas Edições Afrontamento.

Raul Proença, por Bottelho